CLP – Votuporanga-SP
Disseminar

Votuporanga-SP

Em 2009, o CLP desenvolveu o projeto Liderança e Gestão Municipal com o objetivo promover bons exemplos da área pública brasileira.

 

Como foi iniciada a modernização da saúde no município de Votuporanga-SP

ícone clp cinza
A saúde pública tem jeito

Santa Casa de Votuporanga se transforma em referência na Saúde

Em 2003, Junior Marão assumiu o comando da Santa Casa de Votuporanga, ao lado de um grupo formado por jovens empresários. Naquela época, o hospital encontrava-se à beira da falência. Faltava dinheiro em caixa, estrutura clínica e credibilidade perante à comunidade. No hospital existiam até áreas interditadas pela Vigilância Sanitária. O balanço financeiro do último ano havia fechado negativo, em R$ 258.552,03. O endividamento era de R$ 6,2 milhões, um déficit mensal de R$ 150 mil e apenas 290 funcionários.

Junior Marão e o grupo de empresários propôs-se o desafio de garantir saúde de qualidade à população. Quatro anos depois, a história de 46 anos da entidade foi reescrita, com resultados que fazem da Santa Casa, hoje, o principal hospital da região Noroeste Paulista.

A mudança na qualidade do atendimento à saúde da população não foi simples, mas, antes de qualquer reforma, a diretoria traçou uma meta: promover uma administração profissional, em parceria com médicos e sociedade. Era preciso recuperar a credibilidade junto aos médicos, fornecedores e população.

Feito o levantamento da situação, iniciaram a busca por parcerias, mobilizando empresários e a sociedade em geral, através de campanhas e eventos beneficentes. Dentro da Santa Casa, médicos e diretoria firmaram um pacto pelo hospital. A parceria médica foi maior trunfo, pois era fundamental as classes estarem unidas.

A parceria deu certo e a mudança começou pelo setor de diagnósticos. Pelas mãos – e financiamento – dos médicos, a área dos equipamentos foi reformada, com a criação do parque tecnológico. Dos tímidos exames de raiosx, ultrassonografias e laboratoriais, o hospital passou a oferecer alta complexidade com radiologia completa, tomografia, ressonância magnética, medicina nuclear, coronariografia, endoscopia e litotripsia. Com os novos serviços, os pacientes não mais precisaram se deslocar para cidades vizinhas para fazer exames.

Com a reestruturação, a administração pôde fazer o credenciamento das especialidades de alta complexidade como cardiologia, hemodinâmica e neurologia. No ambulatório, passaram a ser atendidas especialidades como ortopedia, nefrologia e feitas pequenas cirurgias.

Cenário

  • Balanço financeiro negativo em R$ 258.552,03
  • Endividamento era de R$ 6,2 milhões
  • Falta de estrutura clínica e credibilidade perante à comunidade
  • Áreas do hospital interditadas pela Vigilância Sanitária
Junior Marao

Junior Marao

Ex-provedor da Santa Casa e atual Prefeito de Votuporanga

Mapa Votuporanga

acreditamos que liderança + conhecimento
técnico + método de gestão
geram resultados

Conheça a consultoria em Gestão do CLP

 

destaques
Inscrições abertas para o Prêmio Excelência em Competitividade

Inscrições abertas para o Prêmio Excelência em Competitividade

Prêmio visa reconhecer os estados que têm desenvolvido políticas de impacto em Competitividade, dentro dos 10 temas que compõem os 10 pilares do...

BrazilLAB procura por startups com foco em governo para acelerar

BrazilLAB procura por startups com foco em governo para acelerar

Programa de aceleração quer startups com foco em agricultura, finanças e comunicação - foco é na relação entre poder público e empresas privadas

Programa Goiás Mais Competitivo fecha semestre com resultados positivos

Programa Goiás Mais Competitivo fecha semestre com resultados positivos

Em reunião coordenada pelo vice-governador José Eliton, o secretariado apresentou o balanço dos primeiros meses do ano

Outras histórias de sucesso